A etnografia das representações infantis Guarani e Kaiowá sobre certos conceitos tradicionais

  • Adir Casaro Nascimento
  • Beatriz dos Santos Landa
  • Antônio Hilário Aguilera Urquiza
  • Carlos Magno Naglis Vieira

Resumo

O texto tem como ponto de partida a realidade dinâmica e ambivalente da educação escolar entre os povos indígenas quase sempre vista sob a ótica do adulto. Por meio das representações de crianças Guarani e Kaiowá do Mato Grosso do Sul busca-se compreender a lógica de construção de conceitos no contexto da socialização primária e as mudanças que sofrem estes conceitos no contexto da socialização secundária. Com base na antropologia, na pedagogia e nos estudos culturais, a produção de dados apoia-se em entrevistas, desenhos, fotografias e filmagens, realizadas pelas crianças, que contemplam a interpretação dos sentidos e significados antes da frequência escolar e depois do ingressona escola, nas áreas indígenas de Caarapó e Porto Lindo. Para enfrentar os desafios de aproximação à criança Guarani e Kaiowá, compreendemos a necessidade de um aprofundamento epistemológico que nos permita um olhar diferenciado no contexto das culturas locais em que essas crianças estão inseridas.
Publicado
2014-11-27
Seção
Artigos