Aramanday guasu (Rhynchophorus palmarum) como alimento tradicional entre os Guarani Ñandéva na aldeia Pirajuí

  • Cajetano Vera
  • Antonio Brand

Resumo

Os povos indígenas de modo geral são entomófágicos, os insetos sempre estiveram presentes na suas dietas. O processo de confinamento dos Guarani em pequenas áreas, como a da aldeia Pirajuí, onde foi realizada a pesquisa, inviabilizou a sustentabilidade no modelo cultural de uso da terra como fonte na produção primária de alimentos. Porém, a utilização de insetos como alimento está presente nesta comunidade. Para avaliar o conhecimento do uso das larvas de besouros como alimento, procurou-se detectar as informações disponíveis através de entrevistas e trabalho de campo na comunidade. Também, utilizou-se substratos de Palmaceae, Acrocomia aculeata (Jacq.) Lodd., para atrair os besouros e identificá-los. Assim foi possível a identificação taxonômica da espécie Rhynchophorus palmarum, conhecido como Aramanday Guasu. Os Guarani de Pirajuí dominam as informações sobre essa importante fonte alimentar.
Publicado
2014-11-24