A escola indígena e as aspirações de futuro das comunidades

  • Elie Ghanem
  • Aline Abbonizio

Resumo

Este artigo aborda de modo geral a expressão projetos de futuro, que se vincula à compreensão tanto do mundo contemporâneo, quanto especificamente da educação escolar indígena. Esta tarefa é necessária para focalizar as relações entre a escola indígena e as aspirações comunitárias a respeito de seu próprio futuro. A região do alto rio Negro forneceu a base etnográfica numa pesquisa centrada na hipótese de que experiências recentes de escolarização indígena vêm buscando compatibilizar objetivos escolares com objetivos comunitários. São práticas que se enfrentam com os sentidos da mudança cultural e o caráter externo ou interno da mudança. Como conclusão, afirma-se que o desafio maior da escolarização indígena é favorecer que o próprio povo decida sobre o que muda ou permanece em sua cultura.
Publicado
2014-11-24