O CIMI e sua assessoria aos movimentos indígenas

  • Ieda Marques de Carvalho

Resumo

Este trabalho enfoca a criação do Conselho IndigenistaMissionário – CIMI, no contexto da Igreja Católica no Brasil e na realidade socioeconômica e política brasileira, durante a vigência do regime militar. Isto exigiu abordar a ação da Igreja no Brasil, cuja comunicação com aclasse dominante, o Estado e as classes populares condicionam, orientam e limitam sua prática. Foram destacadas: a especificidade religiosa do CIMI, sua competência de articular, organizar e subsidiar o trabalho da Igreja Católica e o seu objetivo de apoiar a luta dos povos indígenas pela demarcação e o legítimo usufruto de suas terras. Foi enfocada, ainda, aestrutura organizacional do órgão como forma de aprofundar o conhecimento sobre este Conselho que se norteia pelo princípio de que anunciar o Evangelho e servir a Deus é promover e defender os direitos dos homens, especialmente os que vivem à margem da sociedade, entre os quais se contam os indígenas.
Publicado
2014-11-18
Seção
Artigos