Política, alteridade e negociação nos I Jogos Indígenas de Pernambuco

  • Vânia Fialho
  • Georgia Silva

Resumo

Este artigo pretende apresentar as negociações, táticas e estratégias entre povos indígenas e gestores do esporte na organização e gestão dos I Jogos Indígenas de Pernambuco. Nesse contexto de múltiplos atores, conflitos e disputas, serão destacadas as nuances entre categorias de identidade e sinais de pertencimento étnico mobilizadas por povos indígenase representantes das políticas públicas no esporte. Assim, discutimos a realização de um evento esportivo a partir dos pressupostos da Antropologia Política, privilegiando noções de campo intersocietário, campo e performance.
Publicado
2014-11-27