A felicidade do adolescer

  • Clodolina Martins
  • Indianara Ramires Machado
  • Thaisa Dias
  • Zuleica da Silva Tiago

Resumo

Desenvolvemos o projeto “A felicidade do adolescer: o adolescente conhecendo a si mesmo”, na escola Tengatui Marangatu, na aldeia Jaguapirú, que possui 1200 alunos das etnias Kaiowá, Nãndeva e Terena, na educação infantil, do 1o ao 9o anos do ensino fundamental. Nosso público-alvo eram os adolescentes de 13 a 18 anos. Jaguapirú e Bororó são as duas aldeias que formam a reserva de Dourados, em Mato Grosso do Sul. As línguas faladas são Guarani (Nãndeva e Kaiowá) e Aruak(Terena), sendo que a língua predominante é o Guarani, somente alguns Terena falam sua própria língua. As aldeias se localizama 10 km do centro da cidade de Dourados, com uma população indígena de aproximadamente 13.000 habitantes que vivem em 3.539 hectares de terra. Toda essa aproximação acentuada pela superpopulação facilita a entrada de bebidas alcoólicas e drogas, levando a sérios problemas sociais, sendo a violência um dos problemas mais predominantes.
Publicado
2014-11-27
Seção
Escritos Indígenas