Os Tapirapé e suas representações sobre a língua portuguesa: implicações para a formação de professores indígenas

  • Maria Gorete Neto

Resumo

Este artigo busca construir interpretações para as representações Tapirapé, povo indígena que vive no Mato Grosso, a respeito da língua portuguesa. A análise, de natureza etnográfica, focaliza um corpus constituído de entrevistas, em áudio, realizadas com professores e lideranças Tapirapé. As representações compreendidas aqui como práticas de significação que se materializam através da linguagem, produzem identidades e adquirem sentido dentro das culturas. Compreender as representações e identidades construídas ao longo do processo de apropriação da língua portuguesa no contexto indígena poderá contribuir para uma avaliação e reformulação das metodologias de ensino de línguas para povos indígenas dentro e fora das aldeias. Espera-se que os resultados possam subsidiar reflexões em contextos de formação de professores indígenas.
Publicado
2014-11-28