A infância Guarani Ñandeva na educação escolar

  • João Carlos Gomes Docente e pesquisador da Universidade Federal de Rondônia.
  • Adir Casaro Nascimento Universidade Católica Dom Bosco
Palavras-chave: educação indígena, processos próprios de ensino-aprendizagem, infância.

Resumo

O presente estudo e pesquisa, apoiado nos estudos culturais, tem como objetivo fomentar a produção acadêmica voltada para o conhecimento dos processos próprios de ensino-aprendizagem do Povo Guarani Ñandeva de Mato Grosso do Sul. A pesquisa parte do pressuposto de que, para se pensar a educação escolar diferenciada desses povos, é preciso reconhecer como eles compreendem a infância e desenvolvem os processos próprios de ensino-aprendizagem. Nessa perspectiva, acreditamos que é necessário dar visibilidade às concepções de infância na escola indígena. O estudo identifica tais concepções por meio das manifestações orais de professores e outros relatos que são interpretados com base nos estudos culturais pós-críticos de Paraíso e Meyer (2014), que defendem que existe uma pedagogia cultural que revela diversos modos de ensinar e aprender nos mais diversos elementos da cultura e identidade. Nesse sentido, o presente estudo busca identificar os processos próprios de ensino-aprendizagem a partir de três dimensões: no contexto da comunidade, na família e na educação escolar indígena. Para opção metodológica, utilizou-se um arcabouço teórico de inspiração etnográfica pós-moderna na perspectiva dos estudos culturais pós-críticos que consideram a realização de estudos etnográficos a partir do cruzamento de informações de diferentes fontes – documentos oficiais, manifestações culturais, entrevistas, narrativas literárias, anotações das recordações de campo, transcrições de grupos de discussão, entre outros. Nesse sentido, a “etnografia pós-moderna” permite agregar procedimentos distintos e criar para isso novas formas que são fontes de pesquisa etnográfica. Assim, ampliamos os olhares para os campos teóricos e metodológicos que nos ajudaram a construir os procedimentos para ler os diferentes elementos da cultura e da identidade Guarani Ñandeva. 

Biografia do Autor

João Carlos Gomes, Docente e pesquisador da Universidade Federal de Rondônia.
Pós-Doutorado no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Católica Dom Bosco – na linha de pesquisa Diversidade Cultural e Educação Indígena - Campo Grande – Mato Grosso do Sul.
Adir Casaro Nascimento, Universidade Católica Dom Bosco
Docente e pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Educação - Mestrado e Doutorado - Universidade Católica Dom Bosco.

Referências

ADIALA, Joaquim. Crianças no espaço da Aldeia Porto Lindo e Yvy Katu. Relatório de atividade Campo – Universidade Católica Dom Bosco – Observatório da Educação Indígena. Campo Grande, Mato Grosso do Sul, 2014.

BRASIL. Documento final da I Conferência Nacional de Educação Escolar Indígena – ­CONEEI. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Diversidade e Inclusão, 2014.

______. Resolução n. 5, de 22 de junho de 2012. Define Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Escolar Indígena na Educação Básica. Brasília: Ministério da Educação, Conselho Nacional de Educação, Câmara de Educação Básica, 2012.

______. [Lei Darcy Ribeiro (1996)]. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB): Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. 5. ed. Brasília: Câmara dos Deputados, Coordenação Edições Câmara, 2010.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Esperança: um reencontro com a Pedagogia do Oprimido. 6. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

GADOTTI, Moacir. A escola e o professor: Paulo Freire e a paixão de ensinar. 1. ed. São Paulo: Publisher Brasil, 2007.

MARIN, José. Globalização, educação e diversidade cultural. Tellus, Campo Grande, MS, ano 6, n. 11, p. 35-60, out. 2006.

PARAÍSO, Marlucy; MEYER, Dagmar Estermann (Org.). Metodologias de pesquisas ­pós-críticas em educação. 2. ed. Belo Horizonte: Edições Mazza, 2014.

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO (SME). Projeto Político-pedagógico da Escola Tekoha Guarani. Escola Municipal Indígena de Educação Infantil e Ensino Fundamental Mbo’ehao Tekoha Guarani. Japorã, Mato Grosso Sul, 2015a.

______. Regimento Escolar. Escola Municipal de Indígena de Educação Infantil e Ensino Fundamental Mbo’ehao Tekoha Guarani. Secretaria Municipal de Educação de Japorã. Prefeitura Municipal de Japorã, Mato Grosso Sul, 2015b.

Publicado
2017-12-19