Os Terena na História

  • Luciano Araujo Monteiro UNIFESP
Palavras-chave: Livro didático, Educação diferenciada, Educação indígena.

Resumo

Nas últimas décadas temos assistido ao crescente protagonismo indígena nos movimentos políticos referentes à sua causa. O número de organizações indígenas tem aumentado, bem como os eventos que discutem essa temática, nos quais os próprios indígenas se constituem como lideranças, e também, intelectuais que problematizam tais questões nas universidades e nas publicações acadêmicas. A saber, o livro: “A História do Povo Terena” é um produto dessa realidade, em que, essa etnia busca, por meio da História Oral, resgatar suas origens. O objeto de estudo é a análise deste livro, como forma e conteúdo, visando compreender o discurso, seja iconográfico, seja textual, inserido nessa produção didática, criada pelos Terena e para eles.

Biografia do Autor

Luciano Araujo Monteiro, UNIFESP

Mestrado Acadêmico em História - Unifesp (cursando);

Pós-graduação em Gestão Pública - Unifesp (cursando);

Assistente de Gestão ePolíticas Públicas - AHM

Referências

BENTO, Luiz Carlos. Livros Didáticos e Historiografia: um debate acerca do conceito de História produzido pelos livros didáticos entre 2001 e 2005. In: História e Ensino de História: as perspectivas do saber histórico e sua culminância para o desenvolvimento de um projeto de homem. Jundiaí - São Paulo: Paco Editorial, 2010, p. 111-132.

BITTENCOURT, Circe Maria; LADEIRA, Maria Elisa. 2000. .A História do Povo Terena. Brasília: Ministério da Educação / Universidade de São Paulo.

BITTENCOURT, Circe Maria Fernandes. 2008. Ensino de História: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez Editora.

BITTENCOURT, Circe Maria Fernandes. O ensino de História para populações indígenas. Em Aberto, Brasília, ano 14, n. 63, p. 105-116, jul./set. 1994.

BRASIL. Programa Nacional do Livro Didático – PNLD. Brasília, DF, 2011. p. 46-47.

BRASIL. Lei n. 9394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF, 1996.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. São Paulo: Imprensa Oficial, 2011. p. 122-126.

BRITO, Edson Machado de. A Educação Karipuna no Contexto da Educação Escolar Indígena Diferenciada na Aldeia do Espírito Santo. 2012. Tese (Doutorado) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2012. p. 97-111.

CAIMI, Flávia Eloísa. O livro didático de história regional: um convidado ausente. In: OLIVEIRA, M. M. D. de; STAMATTO, M. I. S. (Org.). O livro didático de história: políticas educacionais, pesquisas e ensino. Natal: Editora da UFRN, 2007. p. 171-179.

CERRI, Luis Fernando; FERREIRA, Ângela Ribeiro. Notas sobre demandas sociais de representação e os livros didáticos de História. In: OLIVEIRA, M. M. D. de; STAMATTO, M. I. S. (Org.). O livro didático de história: políticas educacionais, pesquisas e ensino. Natal: Editora da UFRN, 2007. p. 75-86.

CHAMUSCA, Adelaide et al. (Org.). Educação Escolar Indígena: diversidade sociocultural indígena ressignificando a escola. Cadernos Secad, Brasília, n. 3, p. 10-24, abril/2007.

CHARTIER, Roger. O Mundo como representação, 1991. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40141991000100010>. Acesso em: dez. 2013.

CHARTIER, Roger. Textos, Impressão, Leitura. In: HUNT, Lynn (Org.). A Nova História Cultural. São Paulo: Martins Fontes, 1992. p. 211-238.

CHOPPIN, Alain. História dos livros e das edições didáticas: sobre o estado da arte. Revista Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 30, n. 3, p. 549-566, set./dez. 2004.

FONSECA, Selva Guimarães. Livro didático de história e geografia: abolir, complementar ou diversificar? Ensino em Re-vista, v. 7, n.1, p. 39-45, jul. 98/jun. 99.

FREITAS, Sônia Maria de. História Oral: possibilidades e procedimentos. São Paulo: Associação Editorial Humanitas, 2006.

JÚNIOR, Décio Gatti. Estado, Currículo e Livro Didático de História no Brasil (1988-2007). In: OLIVEIRA, Margarida Maria Dias de; STAMATTO, Maria Inês Sucupira (Org.). O livro didático de história: políticas educacionais, pesquisas e ensino. Natal: Editora da UFRN, 2007, p. 19-36.

LADEIRA, Maria Elisa. Língua e História: Análise Sociolinguística em um grupo Terena. 2001. Tese (Doutorado) – Universidade de São Paulo – FFLCH, São Paulo, 2001, p. 19-47.

LEITE, Juçara Luzia. Construção identitária e livro didático regional de história: uma prática geracional de escrita de si. In: OLIVEIRA, Margarida Maria Dias de; STAMATTO, Maria Inês Sucupira (Org.). O livro didático de história: políticas educacionais, pesquisas e ensino. Natal: Editora da UFRN, 2007. p. 189-197.

LUFTI, Eulina Pacheco; SOCHACZEWSKI, Suzanna; JAHNEL, Teresa Cabral. As representações e o possível. In: MARTINS, José de Souza (Org.). Henri Lefebvre e o retorno da dialética. São Paulo: Ed. Hucitec, 1996. p. 87-97.

MAUAD, Ana Maria. As imagens que educam e instruem : usos e funções das ilustrações nos livros didáticos de História. In: OLIVEIRA, Margarida Maria Dias de; STAMATTO, Maria Inês Sucupira (Org.). O livro didático de história: políticas educacionais, pesquisas e ensino. Natal: Editora da UFRN, 2007. p. 109-113.

MONTEIRO, Luciano Araujo. História do Povo Terena: o livro didático (2000). UNIFESP. Guarulhos: 2014, 46 p.

Disponível em: <http://bd.trabalhoindigenista.org.br/sites/default/files/14-monografia%20sobreHist%C3%B3ria%20do%20Povo%20%20Terena.pdf> (acesso: 05/07/2016)

NIKITIUK, Sônia Maria Leite. Por que livros regionais de História? In: OLIVEIRA, Margarida Maria Dias de; STAMATTO, Maria Inês Sucupira (Org.). O livro didático de história: políticas educacionais, pesquisas e ensino. Natal: Editora da UFRN, 2007. p. 199-206.

PEREIRA, Elio Fonseca. História da participação do movimento indígena na constituição das escolas indígenas no município de Santa Isabel do Rio Negro-AM. 2010. Dissertação (Mestrado) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010. p. 26-35.

PORTELLI, Alessandro. O que faz a história oral diferente. Projeto História: Cultura e Representação, São Paulo, v. 14, Fev./1997.

TERENA, Mariano Marcos. O problema de fazer parte da comunidade brasileira enquanto brasileiros e enquanto membros de determinada etnia. Cadernos Ceru, São Paulo, n. 16, p. 33-45, ano 1981.

Publicado
2019-09-03
Seção
Dossiê 2: História Indígena, Etno-história e Indígenas Historiadoras/es: experiências descolonizantes, novas abordagens