As visões dos Guarani Mbya do Espírito Santo sobre a escola

  • Kalna Mareto Teao

Resumo

O presente artigo tem por objetivo analisar as visões dos Guarani Mbya do Espírito Santo sobre o papel da escola em suas aldeias. A escola entendida como espaço de fronteira revela a persistência da cultura guarani diante do contato com a sociedade envolvente e ao mesmo tempo configura-se como um local de apropriação dos conhecimentos ocidentais que possibilitam a defesa dos seus interesses políticos e a adoção de estratégias para se relacionar com a sociedade não-índia. Observamos que ocorrem múltiplos olhares acerca da escolarização entre os Mbya, que revelam, sobretudo, a complexidade da adoção da instituição dentro das aldeias e o processo de afirmação da identidade étnica.
Publicado
2014-11-25
Seção
Artigos